Instruções para o aperfeiçoamento da experiência do usuário

Em Partes

Mais um ótimo exemplo da excelência de A Favorita. O capítulo de hoje foi editado de uma forma muito inteligente e que vai de encontro ao estilo do gênero.

Em termos de edição, somos acostumados a ver um capítulo de novela onde determinadas ações são divididas de forma que os 50min. do capítulo sejam um sanduíche de núcleos. Hoje a coisa aconteceu diferente em A Favorita o que evidenciou não só, mais uma vez, o belíssimo trabalho de edição como a força do texto de João Emanuel e a competência dos atores.

E o momento que mais ganhou com isso tudo foi Maria do Céu e Orlandinho, em um diálogo magnificamente metalinguístico, Céu chorava ao ver um capítulo de Negócio da China e dizia para Orlandinho que ela nunca ia ser uma mocinha, ela nunca ia ter o príncipe dela, já Lara não, essa sim era a verdadeira mocinha e tinha até os dois prícipes disputando. Orlandinho, que tenho certeza nesta hora falava pelo autor, disse que é justamente pela quantidade de erros que Céu já comenteu, somado a sua beleza e inteligência, que ela se torna uma figura muito mais interessante. Mais acertado impossível tal afirmação.

De volta à edição, na cena seguinte vemos o resultado dessa intimidade dos personagens que estranhamente terminaram na cama, mas muito bem resolvidos cada um com sua condição sexual, Orlandinho gay e Céu despudorada, seguiram pra correr na Barra como belos amigos. Esta cena aí fez meu pai soltar o seguinte comentário: "é o melhor casal da novela, aliás de todas que tão passando agora.". 
Não ouso descordar...

Outro ponto muito inteligente foi o suspense criado em volta do quase atentado que Baiano sofreu, e digo mais, ainda bem que o "casting" escalou dois atores de verdade pra fazer essa participação, os atores que fazem Baiano e sua mulher são excelentes e dão conta do recado fazendo duas figuras frágeis que conseguimos realmente nos importar, ainda tem de bônus a criatividade no nome dos filhoes dele: Zico e Ronaldo, que fofo!

6 Comments:

Dona Reis said...
Este comentário foi removido pelo autor.
Dona Reis said...

Sim...ainda que eu assista um ou outro capítulode A favorita aqui - e diga-se de passagem, mal editado (eles cortam as cenas do nada...aff!), adoro! Essa cena vou assitir aqui sabe lá Deus quando, mas concordo, PP!
Bjs

Pedro Canto said...

Serio mesmo Mila??? tái que você me fez questionar... como sera a edição dessas novelas que eles vendem por ai?: sera se a globo nao acompanha isso?

Rafael Carvalhêdo said...

Ichi! Uma postagem excluida! Pedro, tu anda muito ditador, coitada de Ludi e quem será q teve seu direito de resposta vetado. hauahauhauahau

Sobre a novela, eu também me peguei encantado pelo casal estranho. O ator que faz o Orlandinho (esqueci, e é pq peguei a fase dele de malhação!) venceu pelo cansaço: entrou sem saber o que fazer com seu plaboy gay (que deveria ser do tipo super discreto), virou uma bichona e constrangeu com o esterótipo, e agora que já esquecemos a proposta inicial e que pegou a manha do personagem ficou uma simpática. Ufa! Uma hora tinha que dar certo!

Pedro Canto said...

o comentario foi removido pelo AUTOR do comentario caio!

materials said...

prada purse
prada uk
prada hand bags
miu miu
miu miu handbags